Notícia


Simno completa trinta anos e homenageia personalidades em livro que resgata sua história


Publicado em 17 de Agosto de 2019
Por: Daniela Torezzan - Assessoria de Imprensa Simno

Em uma noite especial, marcada pela emoção, o Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleiras do Noroeste de Mato Grosso (Simno) lançou um livro que conta a história dos seus 30 anos, celebrados nesta quinta-feira (15), em Juína. O evento começou com as boas vindas dadas pelo presidente do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira no Estado de Mato Grosso, Rafael Mason, que ressaltou a importância do sindicato na construção de um setor forte na região. “Em trinta anos tem muita história de luta pelo setor e trabalho pelo desenvolvimento social também. É preciso comemorar mesmo, pois o setor florestal ainda está presente nessa região, graças à força de atuação dos empresários associados”, reconheceu.

O presidente da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso, Gustavo Oliveira, lembrou que o Simno já foi premiado por ter ações positivas, por ajudar seus associados a comunidade a se desenvolverem. Em sua fala de abertura, ele ressaltou a força da indústria e o compromisso com a sustentabilidade. “Neste momento, onde a sustentabilidade, o meio ambiente e economia verde estão no centro de todas as discussões, é muito importante termos qualidade no rastreamento ambiental de todos os produtos, não só do setor florestal. Os mercados internacionais exigem essa regularidade ambiental. Então, a cultura que o setor de base florestal pode emprestar a todas as outras cadeias produtivas do estado é muito importante. E o Simno, Cipem e a Fiemt apoiam isso”, ressaltou.

Um dos momentos emocionantes da noite foi a homenagem, in memoriam, a uma das fundadoras do Sindicato, Jane Regina Olienik, entregue pelo ex-diretor executivo, Valdinei Bento dos Santos, aos seus filhos. O auditório do Simno também foi reinaugurado com o nome da pioneira.

O Simno também fez questão de reconhecer a importância das parcerias institucionais na construção de sua trajetória de três décadas. Para isso, entregou certificados de honra ao mérito pelos serviços prestados ao setor de base florestal aos convidados que formaram o dispositivo de honra, entre eles, diretores antigos e atuais do Simno, autoridades locais, como o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Eduardo Rodrigues da Silva, membros da secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), incluindo a secretária, Mauren Lazzaretti, representantes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o deputado estadual Dilmar Dal Bosco. O parlamentar se disse honrado em representar a Assembleia Legislativa no evento. “Este sindicato representa a principal fonte de economia da região noroeste, participa da sociedade, gera emprego, arrecada impostos, está presente vários municípios. É preciso parabenizar cada um que acredita nessas empresas, que fazem a diferença”, externou Dal Bosco.

Para encerrar a noite, os convidados puderam saber um pouco mais das histórias reunidas nos diversos capítulos do livro Simno 30 anos de responsabilidade, respeito, tradição e sustentabilidade – que resulta em resgate da própria história de formação da região noroeste de Mato Grosso. Elas foram contadas pelos próprios personagens que vivenciaram esses comentos, como o primeiro presidente do Sindicato, Vilmar Berté, que fez questão de estar presente na cerimônia. “Todo início é complicado. Se hoje as coisas ainda parecem difíceis, imaginem ha 30 anos, em que não havia estradas, comunicação, serviços, nada. Foi a união dos empresários que precisavam de representação que fez o Simno nascer. E, hoje, há uma entidade forte, representativa, que apoia o setor madeireiro e seus funcionários e colaboradores”, ressaltou.

Pouco antes de iniciar as inscrições de dedicatórias nos Livros que foram distribuídos aos convidados, o presidente do Simno, Paulo Augusto Veronese, expressou sua satisfação com o resultado da comemoração. “Estou muito feliz ainda mais que conseguimos trazer o primeiro presidente do sindicato e ouvir todas as histórias de quem participou, ajudou a construir essa entidade, saber o quanto cada um trabalhou para desenvolver o setor e a região e que muitos ainda têm contribuído”, analisou. Sobre o futuro, Veronese ressalta o desafio de abrir e manter novos mercados para a madeira nativa. “Hoje temos licenças e documentos autorizatórios com maior rapidez, não temos problemas nessa questão. Nosso maior desafio é o mercado, que está dependente de uma melhora na economia do país. Temos boas expectativas e vamos trabalhar para que isso aconteça”, explicou. E finaliza: “Nossa tarefa é buscar, todo dia, que os empresários participem do sindicato, unindo todos pelas perspectivas em comum não pelos discursos que nos separam”.

O livro Simno 30 anos de responsabilidade, respeito, tradição e sustentabilidade será entregue aos associados durante visitas.

 

Início    |   Simno    |   Notícias    |   Fotos    |   Vídeos    |   Empresas    |   Downloads    |   Delegacias    |   Contato

Atendimento de Segunda a Sexta das
07:00 às 11:30 horas e das 13:00 às 17:30 horas.

Av. Floresta, Nº 484-N
Setor B - CEP: 78320-000

Juína - MT

Fones: (66) 3566-1698

E-mails:
Direção:
simnoexecutivo@gmail.com

Financeiro:
finansimno@gmail.com

Receba nossos editais em seu e-mails

SINDICATO DAS INDUSTRIAS MADEIREIRAS E MOVELEIRAS DO NOROESTE DO MATO GROSSO
Todos os Direitos Reservados 2014

Desenvolvidor e Hospedado por: